Conecte-se Conosco

Pela cidade

Incêndio atinge terminal de cargas do Aeroporto do Galeão

Cargas, aeronaves e outros equipamentos foram consumidos pelas chamas. O incêndio não deixou vítimas.

Publicado

em

Na tarde desta quarta-feira (18), um incêndio atingiu um galpão do terminal de cargas do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), que fica na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio.

Devido a enorme coluna de fumaça que se formou, o incêndio que foi considerado de grandes proporções, pode ser notado de diversas partes da cidade, e segundo informações, o Corpo de Bombeiros da Ilha do Governador foi acionado e chegou ao local do incêndio por volta das 13h50. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio fez alertas aos motoristas do entorno do aeroporto sobre o incêndio e a possibilidade da chegada da fumaça à Linha Vermelha.

Vários vídeos que mostram a fumaça produzida palas chamas foram compartilhados pelas redes sociais e em aplicativos de conversas:

Bombeiros do Batalhão da Ilha do Governador foram os primeiros a chegar no local para o combate às chamas. Outros oito batalhões também foram acionados e segundo o secretário de Defesa Civil, cerca de 150 homens e várias viaturas foram envolvidos na operação, além de um helicóptero que ficou disponível para socorrer as possíveis vítimas.

Por volta das 15h, o Corpo de Bombeiros informou que o incêndio havia sido controlado, e das 18h, as equipes entraram em fase de rescaldo, que é justamente o período em que os bombeiros buscam por todos os possíveis focos remanescentes que possam reacender as chamas. O Corpo de Bombeiros informou também que no incêndio não houve vitimas.

Apesar de ter sido um incêndio de grandes proporções, a concessionária que faz a administração do Galeão informou que o incêndio não interferiu nas operações de pouso e decolagens das aeronaves e nem mesmo nos trabalhos de movimentação de cargas. Porém, passageiros informam atrasos em vários voos.

Pelo fato de ter ocorrido na área externa do aeroporto, é que as investigações sobre as possíveis causas do incêndio ficarão a critério da Polícia Civil. Ela também investigará o motivo pelo qual a brigada de incêndio do aeroporto não teria feito o acionamento do Corpo de Bombeiros, que ficou sabendo sobre o incêndio por meio de noticiários e de ligações de vizinhos do aeroporto.

 

Prestigie o comércio local de nossa cidade.

27

Pela cidade

Secretaria de Assistência Social busca ajuda para auxiliar as regiões afetadas pelas chuvas em nosso município

Publicado

em

Nesta quarta-feira (17), o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos de Duque de Caxias, Janyr Menezes, e a subsecretária de Assistência Social, Aline Ribeiro, participaram de uma reunião com a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, Rosângela Gomes, e demais secretários municipais da Baixada Fluminense, com o objetivo de tratar das ações realizadas nas cidades e de qual forma será ofertado o suporte necessário pelos governos estadual e federal às regiões afetadas pelas fortes chuvas.

A mobilização está acontecendo em nove pontos do município e a Prefeitura através da Secretaria de Assistência está realizando atendimentos diversos dentre a distribuição de refeições e entrega das doações arrecadadas.

Continue lendo

Pela cidade

Eloísa: a primeira duque-caxiense nascida em 2024, na Maternidade Santa Cruz da Serra

Publicado

em

Eloísa é a primeira duque-caxiense nascida em 2024. Ela veio ao mundo às 00:28 de segunda-feira (1), na Maternidade de Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias.

Marcelly, mãe da pequena Eloísa, moradora do bairro Nova Campinas, disse que “Foi muito inesperado. De repente a bolsa rompeu e corremos para a maternidade. Foi uma emoção muito grande dar à luz logo no início do ano”. Curiosamente, a mãe Marcelly completou 23 anos um dia após o nascimento de Eloísa.

A princesa Eloísa nasceu pesando 2.905 kg e medindo 52 cm. Fotos: PMDC.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias, Eloísa nasceu de parto normal, pesando 2.905 kg e medindo 52 cm, e seu nascimento foi comemorado por toda equipe de saúde e colaboradores do plantão de ano novo da Maternidade. A enfermeira e obstetra Taís dos Santos Siqueira foi quem realizou o parto. Daniela Siccardi, que é a diretora clínica, afirmou que estão “preparados para atender a qualquer hora do dia ou da noite, mesmo numa noite de Ano Novo”. Já na terça-feira, o prefeito Wilson Reis visitou Marcelly na maternidade e presenteou a menina Eloísa.

A Maternidade Municipal de Santa Cruz da Serra foi inaugurada em 13 de junho de 2020, pela Prefeitura de Duque de Caxias. Desde então, a Maternidade realizou mais de 103 mil atendimentos e quase 20 mil partos. Estes números demonstram a sua grande importância para as gestantes de nosso município que buscam atendimentos e também de outras cidades. Vale lembrar que a Maternidade de Santa Cruz da Serra possui centro cirúrgico e funciona 24 horas. Ela está localizada na Av. Automóvel Clube, nº 275 – Santa Cruz da Serra – DC.

 

27

Continue lendo

Pela cidade

Motociclista tem perna arrancada e braço dilacerado em acidente com ônibus em Duque de Caxias

Publicado

em

Um motociclista teve a perna direita arrancada e o braço dilacerado ao chocar-se com um ônibus coletivo da Viação Santo Antônio na manhã desta segunda-feira (27). O grave acidente ocorreu na avenida Leonel de Moura Brizola, em baixo do Viaduto do Centenário, em Duque de Caxias.

O acidente foi gravado por uma câmera de vigilância instalado em um imóvel que fica próximo ao local do acidente. As imagens gravadas viralizaram rapidamente nas redes sociais e nelas vemos que aparentemente o motociclista avança o sinal que está fechado para ele e aberto para a avenida com um grande fluxo de veículos, e de repente, o choque com o coletivo. Consequentemente, o motociclista é jogado ao solo, sua moto fica presa embaixo do coletivo, é arrastada, e pega fogo. O motorista consegue parar o coletivo. Desesperados, seus passageiros desembarcam. Com auxílio de extintores de incêndio, o motorista consegue contar as chamas.

O motociclista foi socorrido por uma equipe do Samu e segundo informações, ele foi encaminhado para o Hospital Municipalizado Adão Pereira Nunes em Duque de Caxias.

 

Atualizações

O motociclista que teve a perna amputada em um acidente com um ônibus na manhã desta segunda-feira (27) no Centro de Duque de Caxias foi identificado como sendo Matheus Henrique da Silva Ribeiro, de 22 anos.

O coletivo da viação Santo Antônio envolvido no acidente fazia a linha 502 (Vila Ipê) e seguia em direção ao Centro de Duque de Caxias, quando foi atingido pela motocicleta.

A Secretaria de Saúde de Duque de Caxias informou que o motoqueiro passou por cirurgias e teve a necessidade de amputação de seu braço direito. Este foi o braço dilacerado no acidente. O motociclista segue internado no CTI e seu estado é grave.

 

Falecimento

O motociclista identificado como sendo Mateus Henrique da Silva Ribeiro, de 22 anos, que havia se envolvido em grave um acidente com um ônibus coletivo da Viação Santo Antônio na manhã desta segunda-feira (27), e que no acidente teve sua perna direita arrancada, acabou não resistindo e faleceu nesta quarta-feira (29).

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias e a direção do Hospital Municipalizado Adão Pereira Nunes, informam que a morte do motociclista foi ocasionada por uma parada cardiorrespiratória.

O corpo de Mateus Henrique foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e ficará a disposição para remoção da Defesa Civil.

 

27

Continue lendo
Propaganda

Destaque