Conecte-se Conosco

Cultura

Dom Adriano é marco de retorno do projeto Memória e História da ComCausa nesta quinta, dia 06

Publicado

em

Com o tema “Dom Adriano Hypólito, a história e a memória de luta por direitos humanos na Baixada Fluminense”, a ComCausa promoverá um DebatePapo Virtual para retormar o projeto.

A ComCausa promoveu várias atividades ligadas a iniciativa de memória e verdade no período de criação da Comissões Nacional da Verdade. Forma mais de cinquenta atividades entre 2012 e 2015 que foram diretamente articuladas pela ComCausa ou em parceria com instituições e o poder público.

Diante do notório posicionamento do governo brasileiro em legitimar a ditadura civil-militar no Brasil, a ComCausa decidiu reativar projeto Memória e Verdade para promover a reflexão sobre este momento. O projeto focava em ações de resgate histórico das violações do Estado Brasileiro, mas agora será ampliado para ‘Memória, História e Verdade’, buscando enfatizar os movimentos de resistência diante da violência estatal promovida contra os próprios brasileiros. O projeto será agora coordenado Peter Sana, que é Professor é professor da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro – Seeduc, formado em história, filosofia, pós graduado em sociologia, mestre em educação e doutor em história social.

Segundo Peter Sana: “Baixada é marcada historicamente pela pobreza, descaso das autoridades políticas e negligência dos órgãos de segurança pública, e por isso a violência sempre foi tão latente na realidade dos moradores da região. Para tanto, em sua trajetória no bispado em Nova Iguaçu, Dom Adriano buscou reunir diversos recursos para combater a violência, que já se tornava intensamente presente na realidade do morador da Baixada a partir da metade do século passado”, enfatiza Peter ao expor a retomada com a figura do Ex-Bispo de Nova Iguaçu – “Juntamente com a participação de especialistas em História e Memória da Baixada Fluminense, retomam o projeto que busca viabilizar documentos e memórias relativas à trajetória de histórias como as de Dom Adriano e os movimentos sociais da Baixada Fluminense. Neste primeiro momento, o legado de lutas por direitos humanos deixado pelo falecido bispo da Diocese de Nova Iguaçu será rememorado e resgatado para que juntos possamos promover a reconstrução da identidade de luta do morador da Baixada”.

Além da própria figura do Bispo, será abordado a Comissão de Justiça e Paz, inaugurada em 1976 por iniciativa de Dom Adriano, movimento que “reuniu esforços da Igreja e dos movimentos que integravam o complexo de resistência da região, e o objetivo era defender a população mais vulnerável que tanto sofreu com desgastes políticos, desigualdades econômicas e marginalidade cultural. Dom Adriano assinou diversos manifestos, assim como desenvolveu em sua escrita um teor crítico que burlava a censura e penetrava no clero, assim como nos fiéis que acessavam seu conteúdo através dos periódicos publicados como A FOLHA, BOLETIM DIOCESANO e INFORMATIVO DIOCESANO, vamos também promover estes conteúdos”. Finaliza Peter: “Vamos com a ComCausa e seus colaboradores buscar juntos elaborar uma série de debates em torno do resgate da memória e da história de luta por direitos humanos na Baixada pautados na figura do bispo Dom Adriano, assim como promover uma gama de documentações que comprovam a riqueza literária, o enfrentamento e a resistência do bispo em relação aos anos de chumbo, durante a ditadura civil-militar-empresarial, um período trágico de nossa história.

O primeiro DebatePapo será na quinta-feira, dia 06 de abril, a partir das 20 horas no Facebook da ComCausa – com a participação do jornalista Artur Messias.


11

Continue lendo

Cultura

Unidos do Viradouro é a campeã do Grupo Especial do carnaval 2024 no Rio de Janeiro

Publicado

em

Este ano a Marquês de Sapucaí comemora 40 anos, e quem festeja este aniversário com mais alegria é sem dúvida a Escola de Samba Unidos da Viradouro, que dentre as 12 escolas de samba do Grupo Especial carioca, teve o melhor desempenho, e acabou sendo a grande campeã do Carnaval 2024 do Rio de Janeiro. Este é o terceiro título da agremiação. O último foi em 2020.

A Escola de Samba Unidos da Viradouro foi a última a desfilar na Sapucaí na segunda-feira (12), que foi o segundo dia dos desfiles. Com o samba-enredo intitulado “Arroboboi Dangbé”, a Unidos da Viradouro, de Niterói, trouxe uma homenagem ao vodum serpente, que tem sua origem na Costa Ocidental da África. O enredo também teve a intenção de ressaltar a força da mulher negra.

Viradouro. Foto: Instagram

Alegorias e adereços, Bateria, Evolução, Mestre-sala e porta-bandeira, Comissão de frente, Enredo, Harmonia, Samba-enredo e Fantasias foram os quesitos julgados pelos jurados. Caso houvesse empate, o quesito Fantasias passaria por um sorteio, que seria definido antes da contagem final dos votos.

A apuração foi nesta quarta-feira (14). Estas apurações aconteciam na Praça da Apoteose, na marquês de Sapucaí desde a década de 80, e pela primeira vez foi realizada na Cidade do Samba, que fica na região portuária do Rio. Essa mudança foi por conta de um pedido de Jorge Perlingeiro, que é presidente da Liesa. Perlingeiro deu várias justificativas, dentre elas, a diminuição do público em função do calor que geralmente faz na Apoteose.

A contagem dos votos foi rodeada de muita tensão, pois havia a informação de que estaria em análise um certo recurso apresentado pela Grande Rio, Imperatriz e Beija-Flor em relação a uma possível irregularidade na comissão de frente. As três escolas alegavam que o limite de 15 integrantes na ala havia sido ultrapassado durante a apresentação, e por isso pleiteavam uma possível punição com a perda de 0,5 ponto. Mas a possibilidade caiu por terra, pois a Viradouro obteve 0,7 a mais que a segunda colocada, ou seja, mesmo que o recurso fosse acatado, a contagem dos votos garantiria o título de campeã à Unidos da Viradouro.

A campeã, Unidos da Viradouro, obteve notas altíssimas em todos os 9 quesitos, alcançando a marca de 270,0 pontos. A Imperatriz Leopoldinense ficou com a vice-liderança, com 269,3 pontos. Em terceiro, mas dando o maior show, a maravilhosa Grande Rio, com 269,2.

 

Prestigie o comércio local de nossa cidade.

Oficina do Implante – Diana Implantista
Cabelos naturais e orgânicos – Envio para todo o Brasil

Shopping Caxias – Loja 11 Quadra 04
Telefone: (21) 99734-3985

 

11

Continue lendo

Agenda Cultural

Festival Literário Energia para Ler fará sessão extra no Raul Cortez

Publicado

em

O Festival Literário Energia para Ler percorreu 10 municípios do interior fluminense em 2023. O movimento de educação e cultura, que reúne artistas do cenário nacional e regional, agitou 25 cidades do estado, desde 2021, e fará uma sessão extra amanhã, quarta-feira (6), às 19h, no Teatro Raul Cortez, em Duque de Caxias. Desta vez, o evento será exclusivo para 400 profissionais da Educação de diversas cidades, com o espetáculo “Savana Pedagógica”, estrelado pelo ator e humorista Diogo Almeida.

“Diogo Almeida esteve conosco, na estrada, em diversas cidades. Este espetáculo retrata o cotidiano dos professores de forma bem-humorada. Assim como aconteceu por onde passamos, tenho certeza de que os profissionais da educação serão impactados. O Energia para Ler é transformador, incentiva o gosto pela leitura de quem participa e também busca valorizar os profissionais de educação que são fundamentais neste processo”, explica Flávio Valadares, um dos produtores da Motivos Produções.

Em 80 minutos de show, o comediante faz um retrato do cotidiano da vida dos professores e de quem convive com eles. Relata, de maneira inusitada e engraçada, as situações que envolvem os docentes e os demais profissionais ligados à educação. Tipos de professor, tipos de aluno, a sala dos professores como ambiente de interação, os pais dos alunos, relação entre os professores e a coordenação pedagógica, entre outros assuntos.

Este evento celebrará ainda a reabertura do Teatro Raul Cortez, na cidade de Duque de Caxias, que passou recentemente por uma ampla reforma e reabriu as suas portas ao público em outubro como um importante equipamento cultural para a região.

O Energia para Ler é um movimento artístico e educacional patrocinado pela Enel Distribuição Rio, em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, e realizado pela Motivos Produções. Nos últimos três anos, o festival já visitou 25 municípios do estado do Rio de Janeiro, com uma programação que durou de três a cinco dias em cada cidade.

11

Continue lendo

Cultura

Abertas as inscrições para eleitores e candidatos a conselheiros da XI Conferência Municipal de Cultura de nossa cidade

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) de Duque de Caxias informam que estão abertas as inscrições para eleitores e candidatos a conselheiros da XI Conferência Municipal de Cultura de Duque de Caxias.

As inscrições devem ser preenchidas até às 16h do dia 30 de novembro, na sede da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT) de Duque de Caxias ou por meio de formulário on-line:
https://smct.duquedecaxias.rj.gov.br/xi-conferencia-municipal-de-cultura.html

► Atenção para os documentos necessários:
– Para eleitores: R.G. e Comprovante de Residência.
– Para candidato conselheiro institucional (pessoa jurídica): Comprovante do CNPJ; documento de Constituição Social; documento do representante legal da Instituição; currículo ou portfólio; declaração assinada pelo responsável da Instituição e foto de perfil do representante da Instituição no Conselho.
– Para candidato conselheiro e suplente das cadeiras -artistas, produtores e ativistas culturais (pessoa física): R.G.; comprovante de residência; portfólio; foto de perfil e pequeno relatório de atuação no município.

A XI Conferência Municipal de Cultura será realizada no dia 9 de dezembro, às 9h, na Biblioteca Municipal Governador Leonel de Moura Brizola (Centro-DC). A SMCT ressalta que o processo eleitoral para integrar o Conselho Municipal de Política Cultural de Duque de Caxias é de suma importância para que representantes do governo e da sociedade civil possam atuar em conjunto na formação de novas políticas públicas para o setor cultural do município.

A sede da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo fica na Rua Major Frazão, 52 (antigo 181), 6ª andar, Jardim 25 de Agosto, em Duque de Caxias – RJ.

 

11

 

Notícias de Duque de Caxias

Continue lendo
Propaganda

Destaque