Conecte-se Conosco

Policial

Dentista que fazia procedimentos estéticos sem autorização é presa em Duque de Caxias

Publicado

em

A dentista sendo conduzida por uma agente da Polícia Civil. Foto: divulgação/internet.

Após denúncia do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro, agentes da Polícia Civil e da Vigilância Sanitária estiveram nesta segunda-feira (2) em uma clínica dentária localizada à Rua Emília Nunes Costa, que fica bem próximo ao Centro de Duque de Caxias.

Segundo informações, a denúncia dava conta de que uma dentista atendia na tal clínica onde não havia a mínima condição de higiene e nem mesmo alvará de funcionamento. Ela ainda fazia procedimentos estéticos sem autorização.

No momento em que os agentes chegaram na clínica, a dentista, que tinha registro regular no Conselho de Odontologia, realizava um preenchimento labial e uma lipo de pescoço em uma paciente. Além da clínica estar cheia de pessoas que aguardavam por atendimento, os agentes também encontraram o local bastante bagunçado, com sinais de infiltrações, sem ventilação apropriada, mofo, e muitos produtos e medicamentos vencidos.

Material entulhado e medicamentos vencidos. Fotos: divulgação/internet

Segundo a delegada Carina Bastos, o ambiente estava bastante sujo, totalmente insalubre, e o que a dentista realizava ali, eram procedimentos evasivos, o que poderia até mesmo levar um paciente à óbito pelo risco de contaminação por alguma bactéria. Ela diz também que o local não tinha sequer, água para que se pudesse lavar as mãos.

A dentista, que não teve seu nome revelado, foi presa, encaminhada à delegacia, e foi liberada após pagamento de fiança, e provavelmente responderá em liberdade por crime contra as relações de consumo, que se condenada, terá uma pena que varia de dois a cinco anos de prisão.

 

Fique por dentro dos principais acontecimentos e prestigie o comércio local de nossa cidade

Planos de saúde e seguros?
Fale com o William. O melhor atendimento ao cliente da cidade!

92

Continue lendo

Policial

Operação do MPRJ prende PMs suspeitos de corrupção e comandante de batalhão é alvo de investigações

Segundo a PM, o comandante está afastado de suas funções.

Publicado

em

Viaturas do 15ºBPM de Duque de Caxias. Foto: Duquecaxiensetv.com

Foi deflagrada nesta quinta-feira (26), a operação “Mercenários” do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que prendeu até o momento 11 policiais militares, que de acordo com o MP, são apontados como integrantes de uma organização criminosa, por prática de corrupção, tortura, peculato, e concussão.

Dentre os investigados, está o coronel André Araújo de Oliveira, que é comandante do 15º Batalhão de Duque de Caxias. Ele está afastado das funções. Também é alvo da operação, o capitão Anderson Santos Orrico, que é chefe do Serviço Reservado (P2).

Segundo informações, nesta operação, também foram cumpridos mais de trinta mandados de busca e apreensão em endereços que teriam ligações com os denunciados, inclusive nas residências do comandante André Araújo e do capitão Orrico. Informação dão conta ainda de que na casa do capitão Orrico, os agentes encontraram R$96 mil em dinheiro. O Batalhão de Duque de Caxias também foi um dos endereços de busca e apreensão, e lá foi encontrado na sala de Orrico mais R$37 mil em dinheiro vivo. Já na residência de um dos presos, o subtenente Antônio Carlos dos Santos Alves, também do Batalhão de Duque de Caxias, foram encontrados armamentos pesados, munições, rádios de comunicação, joias, e ainda, R$120 mil também em espécie.

Em nota, a Secretaria confirma que:
“preventivamente, o comandante do 15º BPM foi afastado da unidade visando à isenção no andamento do caso. A Polícia Militar não compactua com desvios de conduta e tem como objetivo a apuração dos fatos”.

Toda essa investigação teve início após a Operação Gogue e Magogue, em julho do ano passado, quando um celular que pertencia ao então segundo-sargento Adelmo Guerini, do 21ºBPM (São João de Meriti), teria sido apreendido, revelando as práticas criminosas de policias, quando em nota, o MP informou que:
“A partir dos dados extraídos do aparelho, verificou-se que policiais militares lotados no Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 24º BPM (Queimados) e na P2 do 21º BPM, valendo-se da função desempenhada nos batalhões, integraram organização criminosa para cometer os crimes citados”.

 

Atualização

Por nomeação da Secretaria de Estado de Polícia Militar, o coronel Gustavo Medeiros Bastos, que ocupa atualmente o comando do 25ºBPM de Cabo Frio, será o novo comandante do 15ºBPM de Duque de Caxias. A PM informa por meio de nota que o coronel Gustavo Medeiros Bastos possui mais de dez anos na área de corregedoria. A PM também diz que está colaborando com as investigações e que o comandante André Araújo de Oliveira foi afastado preventivamente para que transcorra de forma transparente as investigações. Diz ainda que não compactua com desvios de conduta, e tem como objetivo, a apuração dos fatos.


Prestigie o comércio local de nossa cidade.

92

Continue lendo

Policial

Casal é encontrado morto dentro de um veículo

Polícia acredita que a morte do casal pode ter sido por inalação de gases.

Publicado

em

Foto: por Whatsapp

Um casal foi encontrado morto no interior de um veículo no domingo (8) no bairro Laguna, em Duque de Caxias.

Segundo informações, um carro vermelho acabou chamando a atenção da vizinhança por estar estacionado a bastante tempo no mesmo lugar, quando um morador resolveu verificar dentro do carro o que poderia estar acontecendo e percebeu que havia um homem e uma mulher, e ambos estavam seminus e desacordados.

A polícia Militar foi chamada, e na chegada dos policiais do 15ºBPM foi constatado que eles estavam mortos. A ocorrência foi registrada e a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) está a critério das investigações.

Na perícia feita nos corpos não foi constatado sinais de violência. A possível causa das mortes foi a inalação de gases, pois provavelmente estavam no interior do veículo com seu motor ligado por muito tempo. Estas informações foram dadas neste sábado (14) pela Polícia Civil.

 


 

Prestigie o comércio local de nossa cidade!

92

Continue lendo

Policial

Polícia localiza e prende suspeito pela morte da jovem de 20 anos em Magé

O suspeito é foragido do sistema prisional, pois teria recebido benefício de saída de Natal, e não retornou.

Publicado

em

A jovem Thuane, de apenas 20 anos. Foto: redes sociais/internet

Após denúncia anônima, foi localizado e preso na noite desta quarta-feira (4), o principal suspeito do estupro e assassinato da jovem Thuane da Silva de apenas 20 anos, ocorrido na última segunda-feira (2) na cidade de Magé, Região Metropolitana do Rio.

De acordo com informações, trata-se de Iranildo Martins, de 26 anos, que após o fato, fugiu para Sapucaia, cidade do interior do Rio de Janeiro, que fica a cerca de 156 km de distância da Capital, onde foi capturado.

Segundo a Polícia Civil, Iranildo estava foragido do sistema prisional desde dezembro do ano passado, quando na ocasião cumpria pena por tráfico de drogas e associação ao tráfico, recebeu o benefício conhecido como “saidão de Natal” e não retornou pra prisão.

Polícia localiza e prende o suspeito. Foto: Via app.

O caso

Thuane havia saído de sua casa para comprar alguns legumes para serem preparados para o almoço, a pedido de sua mãe, que estranhou a demora de sua filha, pois o mercado que Thuane iria, é localizado bem próximo a sua residência. Porém, infelizmente, Thuane, nunca mais voltou para casa.

Após buscas na região, o corpo da jovem Thuane da Silva, de 20 anos, foi encontrado pela Polícia enterrado no quintal de um vizinho e tinha sinais de violência sexual.

 

92

Continue lendo
Propaganda

Destaque