Conecte-se Conosco

Policial

Arrastão no Gramacho promove pânico e tiroteio

DCTV

Publicado

em

 

Na tarde desta terça-feira (22), bandidos promoveram arrastão na altura do viaduto do Gramacho.

Segundo informações, houve toca de tiros com policiais Militares. O tumulto e o pânico tomaram conta do local. Muitos veículos tentaram voltar pela contramão. Alguns transeuntes se jogaram no chão por causa dos tiros, já outros buscaram abrigo para não serem atingidos pelos disparos.

De acordo com a PM os bandidos fugiram para a comunidade do Sapinho. A ocorrência foi encaminhada à 59ªDP e até o momento desta postagem não tivemos notícias de prisões e nem mesmo feridos.

 

Vídeo enviado por WhatsApp

 


Apoio Cultural:

36

Policial

Irmãos assassinados em barbearia no Gramacho em Duque de Caxias

DCTV

Publicado

em

De

Foto: Divulgação rede sociais

Por volta das 14h deste sábado (23), bandidos abriram fogo em direção a uma barbearia no Gramacho e segundo relatos de moradores, os atiradores tinham um alvo: um homem que estaria também no interior da barbearia cortando o cabelo, e este acabou fugindo.

Na ação os irmãos e donos da barbearia conhecidos como Dudu e Careca, foram atingidos pelos tiros e infelizmente vieram à óbito.

Ainda segundo informações, os bandidos utilizavam fuzis e ao evadirem deixaram cair uma granada. O Esquadrão Antibombas foi acionado, esteve no local e recolheu o artefato. Cápsulas de munição foram recolhidas pelos agentes e serão periciadas.

Muitos acreditam que esse ataque tenha ligação com o tráfico de drogas na região, porém, não acreditam que os irmãos tenham a ver com a situação.

O caso foi registrado na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), onde seguem as investigações.

Aguardamos atualizações sobre esse fato.


 

Prestigie o comércio local de nossa cidade.
Uma Iniciativa Portal DuqueCaxienseTv.com



36

Continue lendo

Policial

Homem rouba, sequestra e assassina advogada por estar sem dinheiro para o aluguel

O assassino aguardou por horas a chagada da vítima.

DCTV

Publicado

em

De

Foto: Redes sociais

Informações dão conta de que, Patrícia Sá Fortes, Advogada e designer de interiores após retornar de uma festa foi cruelmente assassinada na madrugada de sexta-feira (22) por homem identificado por Rogério Santos, que trabalhou como pedreiro para a família da advogada.

No sábado (23), após indicação do assassino confesso, a Polícia encontrou o corpo de Patrícia, pois Rogério contou aos agentes que a deixou na subida da Serra de Petrópolis em uma região de mata e próximo ao Belvedere.

Segundo informações, o assassino é morador da Comunidade do Arará que fica próximo à Favela de Benfica. Ele confessou ter matado a advogada após se lembrar dela, pois segundo ele mesmo informou em seu depoimento que conhecia bem a casa da vítima e resolveu ir ate lá, porque precisava de dinheiro para pagar seu aluguel. Em seu depoimento, ele também disse que chegou de ônibus em Petrópolis na quinta feira (21) por volta das 17h e aguardou Patrícia chegar.

A advogada havia chegado em casa a pouco tempo, pois retornara de uma festa, foi quando o acusado invadiu a casa e a surpreendeu.

O carro da advogada foi visto pela última vez passando pelo pedágio de xerém no sentido Rio, e por isso a Polícia Civil e a família deram início a buscas de imagens de câmera de segurança e outras informações que levassem ao paradeiro da advogada.

Segundo o delegado Ney Loureiro, que é titular da 106ª DP de Itaipava, a vítima foi amarrada e colocada no porta-malas do seu próprio carro. O acusado roubou as joias que encontrou, aproximadamente R$400,00 em dinheiro e tentou fazer ainda uma transferência eletrônica no valor de R$3.040,00 para a sua própria conta, porém, em função de que passava da 1h30 da manhã, não conseguiu realizar a operação, e foi justamente esta tentativa de transferência bancária e as imagens das câmeras de monitoramento é que a Polícia chegou ao acusado, que já possuía anotações por estupro, lesão corporal, roubo e receptação. Ele ainda havia saído da cadeia há quatro meses apenas.

Em uma ação da 106ªDP com apoio da 105ªDP e a Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), o acusado foi preso em flagrante em Benfica enquanto estava na casa da namorada e responderá pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver. O carro e os documentos da advogada foram encontrados também no local.


Prestigie o comércio local de nossa cidade.
Uma Iniciativa Portal DuqueCaxienseTv.com





36

Continue lendo

Policial

Alex Rosa, ex-vereador de Duque de Caxias é preso em casa por desvio de combustível

Rosa, que é também ex-militar é indicado como sendo o chefe da organização criminosa

DCTV

Publicado

em

De

Foto: Reprodução

Nesta manhã de terça-feira (19), agentes da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) fizeram operação para cumprir seis mandatos de prisão de integrantes de quadrilha que desviava combustível em Duque de Caxias.

A ação faz parte da Operação “Pit Stop”, que leva este nome por fazer alusão à parada estratégica para abastecimento dos carros de fórmula 1 durante uma prova.

Dentre os detidos está o ex-vereador de nossa cidade, Alex Rosa (PSL), que é ex-policial militar, participou do pleito de 2020, mas não foi eleito, porém recebeu 1.827 votos da população caxiense. Informações dão conta de que ele ainda é apontado como o cabeça da tal quadrilha, se manteve em silêncio e não quis depor, apenas afirmou que falaria somente em juízo.

O ex-vereador foi detido pelos agentes na sua residência que fica no bairro Jardim Santa Rita, por volta da 5 da manhã e foi necessário arrombar o portão.

Segundo informações, motoristas de caminhões que transportavam combustíveis eram aliciados por Alex Rosa para participarem de esquema conhecido como “baldinho ou bica” e calcula-se que com isso, o bando tenha dado prejuízo de cerca de R$1,5 milhão por mês à donos de postos de combustíveis, segundo o delegado André Leiras, que é titular da DDSD.

O titular ainda diz que foram seis meses de investigações até essa segunda fase de operação, e que na primeira, no ano passado, estiveram na casa do ex-vereador e segundo a Polícia, na ocasião foram apreendidos um computador e alguns documentos e desta vez, além de outros computadores e documentos, foram apreendidos aparelhos celulares que comprovam as participações de envolvidos.

Os detidos na ação policial foram encaminhados para a Cidade da Polícia, que fica no Jacaré na Zona Norte do Rio e provavelmente responderão por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.


36

Continue lendo

Destaque